Postado em 07/03/2019

Um dos temas que mais cresce dentro da área de educação física, a gestão do esporte despontou no final da década de 60, nos Estados Unidos, para atender demandas do esporte profissional e universitário americano. O artigo da professora Flávia Bastos e do professor Cláudio Rocha diz:
“Neste período, o desenvolvimento dos meios de comunicação e o aumento da demanda por produtos esportivos foram os grande responsáveis pelo aumento da complexidade na gestão de franquias do esporte profissional americano. A televisão passou a transmitir com certa frequencia jogos de beisebol e futebol americano. A demanda por bens e serviços relacionados ao esporte cresceu. Estimativas do tamanho da indústria do esporte apareceram, indicando que o esporte já movimentava uma quantia considerável de dinheiro.”
Dessa forma, as franquias passaram a se importar com outras questões além dos resultados esportivos. Efetividade organizacional, responsabilidade social, produtividade e “marketing” foram alguns dos temas que passaram a movimentar as organizações esportivas norte-americanas.
A área, até então, só cresceu e hoje em dia a Indústria do Esporte é uma das que mais movimenta dinheiro no planeta. Competições como Jogos Olímpicos e Copa do Mundo tornaram-se grandes eventos e movimentam bilhões de dólares e recordes de audiência na televisão. A demanda pelos profissionais que entendem de esportes e negócios só aumenta, o que se traduz como uma oportunidade valiosa para os profissionais de educação física.
 
Pensando nisso a Pós FMU montou um curso de Pós-graduação em Administração e Marketing Esportivo para você que deseja se aprofundar nessa área, confira a grade completa
 

Contatos

Biblioteca Digital

Facebook