Postado em 29/01/2018

Beijo, abraço ou aperto de mão!!!!???
Batata quente, quente, quente, q..u..e..n..t..e, q.....u.....e.....n.....t.....e!!
Pirulito que bate-bate, pirulito que já bateu...
 
No incrível mundo infantil, os jogos tradicionais ultrapassam o tempo e são tradicionalmente vivenciados nas ruas.
Os jogos tradicionais são atividades ligadas ao folclore, pertencendo assim ao campo da cultura popular, e apresentam as seguintes características:
 
  • A transmissão é feita de forma oral de geração a geração.
  • Possuem o caráter de anonimato na sua origem e/ou na sua construção.
  • Representam múltiplas culturas.
É difícil rastrear o percurso e as possíveis origens dos jogos e das brincadeiras tradicionais, pois, muitas vezes, provêm dos tempos passados, de fragmentos de contos e práticas culturais. O avô brincou, o pai aprendeu e ensinou ao filho. Nessa transmissão, algumas coisas são modificadas, tais como o nome e suas regras, que precisam ser compreendidas, resgatadas e ressignificadas aos dias atuais.
Os jogos tradicionais no Brasil têm influências de três principais culturas: a africana, a indígena e a portuguesa.
 
As crianças, ao praticarem os jogos tradicionais, desenvolvem-se de forma corporal, cognitiva e social. Tais desenvolvimentos são:
  • A criança interage e conecta-se com o mundo, irradiando sua complexidade.
  • A criança torna-se subversiva, guerreira, criativa, resistente, portadora do prazer e da subjetividade, rica em valores humanos.
  • A criança organiza-se a partir da desordem, discutindo e estabelecendo critérios e regulamentos.
  • A criança transforma sua ação lúdica numa celebração espaço-temporal de cidadania.
  • A criança mostra que o seu corpo produtivo, idealizado pela escola e pela sociedade, é essencialmente brincante.
É fundamental que os pais explorem os jogos tradicionais com seus filhos. É muito legal quando os pais brincam com seus filhos as brincadeiras do passado e do seu tempo. O brincar em família é SENSACIONAL! 
 
Tiago Aquino da Costa e Silva (Paçoca)
Graduado em Educação Física - FMU (CREF 049529-G/SP). Membro do LEL - Laboratório de Estudos do Lazer – Unesp/ Rio Claro. Membro da World Leisure Organization. Coordenador da pós-graduação em Lazer e Recreação – FMU e USCS. Autor de 25 livros sobre gestão, educação física e educação. Diretor de Kids Move Consultoria, Coletivo Pé de Brincar, Entretenimento SP, Lab-Brincar e página Brincadeiras e Jogos. Consultor e Palestrante Internacional. Site – www.professorpacoca.com.br.
 

Contatos

Biblioteca Digital

Facebook